sábado, 5 de maio de 2018

Os 10 estádios mais antigos do Brasil

Exclusivo levantamento feito pelo site “Faro de Gol” mostra os estádios mais antigos do país. Eles ficam em Pelotas, Belém, Curitiba, Bagé, Rio de Janeiro, Santos e Santana do Livramento. Veja abaixo.

1 - Boca do Lobo, do E.C. Pelotas, de Pelotas-RS. Inauguração: 25 de outubro de 1908, com o jogo Pelotas X Rio Grande. Capacidade: 23 mil lugares. Público recorde: 23 mil torcedores, no jogo Pelotas 2 X 3 Grêmio, em 2010. Em 1994, sediou amistoso do Pelotas contra a Rússia, que meses depois viria a enfrentar o Brasil na Copa do Mundo.

2 – Curuzu, do Paysandu, de Belém-PA. Inauguração: 14 de junho de 1914, com o jogo Paysandu 1 X 2 Remo. Nome oficial: Leônidas Sodré de Castro. Capacidade: 16 mil lugares. Público recorde: 18 mil torcedores, no jogo Paysandu 4 X 0 Avaí, em 2001. As ruas do bairro onde fica o estádio receberam na virada dos séculos 19 e 20 nomes em alusão à Guerra do Paraguai. Curuzu, a rua do estádio, refere-se à “Batalha de Curuzu”, enquanto o próprio Paysandu é uma homenagem a cidade uruguaia de um dos conflitos.

3 - Arena da Baixada, do Clube Atlético Paranaense, de Curitiba-PR. Inauguração: 6 de setembro de 1914, com o jogo Internacional-PR 1 X 7 Flamengo, do Rio de Janeiro. Nome oficial: Joaquim Américo Guimarães. Capacidade: 42 mil torcedores. Público recorde: 39 mil, no jogo Austrália 0 X 3 Espanha, pela Copa do Mundo de 2014. O estádio é mais antigo que o próprio Atlético, fundado em 1924, que herdou a casa do Internacional, time que o originou.

4 - Estrela D’Alva, do Guarany F.C., de Bagé-RS. Inauguração: 13 de junho de 1915. Nome oficial: Antônio Magalhães Rossel. Capacidade: 10 mil torcedores.

5 - Figueira de Melo, do São Cristóvão F.R., do Rio de Janeiro. Inauguração: 23 de abril de 1916, com o jogo São Cristóvão 1 X 1 Santos. Nome oficial: Ronaldo Nazário de Lima, desde 2013. Capacidade: 800 torcedores. Público recorde: 19 mil, no jogo São Cristóvão 2 X 3 Vasco, em 1926. O Santos adotou o uniforme branco inspirado no São Cristóvão, após o amistoso que marcou a inauguração do estádio.

6- Vila Belmiro, do Santos F.C., de Santos-SP. Foi inaugurado em 22 de outubro  de 1916, com o jogo Santos 2 X 1 Ypranga. Nome oficial: Urbano Caldeira. Capacidade: 16 mil torcedores. Público recorde: 32 mil, no jogo Santos 0 X 0 Corinthians, em 1964. Em 1955, foi o primeiro estádio do Brasil a ter um jogo televisionado ao vivo, no clássico Santos 3 X 1 Palmeiras, pelo Paulistão, exibido pela TV Record para São Paulo.

7 – Baenão, de propriedade do Clube do Remo, de Belém-PA. Foi inaugurado em 15 de agosto de 1917, com o jogo Reserva Naval X Seleção da Liga Paraense de Foot-Ball. Nome oficial: Evandro Almeida. Capacidade: 17 mil torcedores. Público recorde: 33 mil pessoas, no jogo Remo 5 X 2 Paysandu, em 1976. O nome foi herdado da rua onde está o estádio, a Travessa Antônio Baena.

8 – Laranjeiras. Do Fluminense F.C., do Rio de Janeiro. Inaugurado em 11 de maio de 1919, com o jogo Brasil 6 X 0 Chile. Nome oficial: Manoel Schwartz. Capacidade: 8 mil torcedores. Público recorde: 25 mil pessoas, no jogo Fluminense 3 x 1 Flamengo, em 1925. O estádio foi palco do primeiro jogo da Seleção Brasileira, 2 X 0 sobre o Exeter City, da Inglaterra. A última vez que foi utilizado em jogos oficiais do Fluminense foi em 2003.

9 - Estádio Ulrico Mursa,da Portuguesa Santista, de Santos-SP. Foi inaugurado em 5 de dezembro de 1920, com o jogo Portuguesa Santista 6 X 0 Sírio, de São Paulo. Tem capacidade para 7 mil torcedores. Público recorde: 12 mil pessoas, no jogo Portuguesa Santista X Corinthians, em 1952. Um dos maiores beneméritos da Portuguesa, o engenheiro Ulrico Mursa doou o terreno onde o clube construiu o estádio, e por isso foi homenageado com seu nome no batismo.

10 - Estádio João Martins, do E.C. 14 de Julho, de Santana do Livramento-RS.Inaugurado em 13 de abril de 1921. Capacidade: 7 mil torcedores. É o estádio do terceiro clube mais antigo em atividade no Brasil, fundado em 1902, dois anos depois do S.C. Rio Grande-RS e Ponte Preta. Em 1995, foi local de preparação da seleção brasileira para a Copa América. (Foto: Jornal "A Platéia")

Nenhum comentário: