terça-feira, 3 de novembro de 2015

Armour Futebol Clube



Histórico do Clube

Fundado em 17 de Junho de 1917 o Armour Futebol Clube é uma das agremiações mais tradicionais de Sant'Ana do Livramento.Uma curiosidade, o time se chamou internacional F.C. de 1932 a 1935. Não mudou de cores, apenas de nome.

O clube já revelou vários atletas para o mundo do futebol; detém inúmeros títulos citadinos e um dos maiores títulos de sua história que é o de Campeão da Série B, do Campeonato Gaúcho no ano de 1980. É o único clube da cidade a vencer este campeonato.

Em 1942 o Armour Futebol Clube disputou o Campeonato Gaúcho de Profissionais, o primeiro organizado pela Federação Rio-Grandense de Futebol (FRGF). Os clubes campeões citadinos foram divididos em cinco regiões.

Eram cinco times representando as cinco regiões do Estado: Internacional, de Porto Alegre (Centro); Internacional, de Santa Maria (Serra), Floriano, de Novo Hamburgo (Noroeste), Armour, de Santana do Livramento (Fronteira) e Brasil, de Pelotas (Sul/Litoral).

Antes de ingressar no “Gauchão”, o Armour venceu também o Regional, eliminando o G.E. Bagé). O certame foi disputado em jogos únicos e eliminatórios. O time da Fronteira pegou na fase semifinal o Internacional, na época chamado de “Rolo Compressor” e levou 7 X 3, sendo eliminado.

Em 1967 disputou a primeira edição da “Terceirona Gaúcha”. Eram 30 equipes dividas em seis grupos, onde os primeiros de cada grupo classificavam. O Armour foi quarto no Grupo 6 e foi eliminado.

Em 1968 disputou mais uma vez a “Terceirona Gaúcha”, sem sucesso. Em 1970 jogou a “Segunda Divisão”. Em 1971 disputou a “Copa Governador do Estado Euclides Triches”, que teve a participação de 33 clubes, divididos regionalmente em seis grupos. O Armour não teve muito êxito e não chegou as finais

Em 1973 disputou outra vez a “Copa Governador do Estado Euclides Triches”. Dessa vez participaram 25 clubes divididos regionalmente em cinco grupos. Os dois primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se a mais 10 clubes: Caxias, Aimoré, Bagé, Esportivo, Internacional, de Santa Maria, AESA, Gaúcho, Pelotas, São José e Brasil, de Pelotas.

O melhor levantava a taça. O Armour foi líder do grupo 2, com cinco vitórias e três derrotas, classificando-se para a fase final onde ficou em 13° lugar, com quatro vitórias, 10 empates e cinco derrotas.

Em 1974 disputou o “Campeonato Gaúcho da Divisão Especial”, que teve a participação de 16 equipes. Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, enquanto os outros 14 clubes jogaram entre si em turno único. Os oito primeiros classificados foram para a fase final, com a dupla Grenal.

Essa fase foi em turno e returno e a final entre os vencedores da cada turno. O Armour ficou em 12º lugar na primeira fase e foi eliminado

Em 1975 jogou a “Segunda Divisão”. Dentre seus resultados mais expressivos, os “Armouristas” guardam na memória um 7 X 1 contra um de seus maiores rivais, o 14 de Julho, pela Copa Governador do Estado daquele ano.

O Armour participou do Campeonato Gaúcho em quatro oportunidades 1942, 1974, 1976 e 1981, tendo a melhor colocação no ano de 1942, quando chegou às semifinais da competição, sendo eliminado pelo Internacional pelo placar de 7 a 3, em partida única realizada em Porto Alegre.

Em 1976 disputou o “Campeonato Gaúcho”, que contou com 32 equipes. Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase. Os outros 30 clubes foram divididos em seis grupos. Os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, e jogos somente de ida.

Os vencedores de cada turno iam para as finais. Caso o mesmo time vencesse os dois turnos, ganhava o direito de ser campeão com dois empates ou apenas uma única vitória. O Armour foi último colocado no grupo B, com dois empates e seis derrotas, sendo eliminado.

Em 1978 jogou a” Segunda Divisão”. Em 1980 foi campeão da “Segundona”. Em 1981 disputou o “Campeonato Gaúcho”, que teve 12 equipes que se enfrentaram em turno e returno. Os oito melhores classificados disputaram o octogonal final.

Foram rebaixados os dois últimos colocados na soma dos turnos. O Armour terminou em último lugar, com duas vitórias, nove empates e nove derrotas, sendo rebaixado para a “Segunda Divisão”.

Em 1982 jogou a “Segunda Divisão”. Em 1985 participou da “Terceirona Gaúcha”. Eram 15 clubes divididos em quatro grupos, onde os três primeiros se classificavam para a segunda fase.

O curioso desse Regulamento da primeira fase é que dois grupos tinham só três equipes, ou seja, já estavam classificados. Foi o que aconteceu com o Armour, que caiu no grupo um ao lado da Associação Alegrete e do Grêmio Santanense.

Ficou em segundo com quatro pontos, uma vitória, duas derrotas e um empate, seguindo em frente. Na segunda fase foi o quinto do seu grupo, onde apenas três classificavam e foi eliminado na última rodada, quando perdeu em casa por 2 X 1 para o Riograndense, de Santa Maria.

Após o rebaixamento, foram poucas as tentativas do clube de se manter vivo, pois era dependente do “Frigorifico Swift Armour”, onde os jogadores trabalhavam e moravam. Nos anos 90 licenciou-se das atividades profissionais e atualmente mantem somente as categorias de base

O clube atualmente participa de competições nas categorias Sub-19, Sub-17, Sub-15 e Escolinhas. Com um novo presidente, um novo projeto e jovens jogadores criados em Santana do Livramento o clube quer ir longe e transformar esse trabalho em título.

O clube nessa nova fase já disputou o campeonato Mundial de Programas Sociais em Montevideo, no Uruguai, onde participaram seleções do Uruguai, Colômbia, Espanha, França, Argentina e Brasil representado pelo Armour, que ficou com o vice-campeonato perdendo nos pênaltis para a Argentina.

Dia 27 de Julho de 2014, data de início da Copa FGF sub-19, foi um dia marcado pela volta do Armour Futebol Clube aos gramados do Rio Grande do Sul e às competições a nível estadual.

Clube fundado pelos funcionários do extinto frigorífico do Armour e com uma grande história no futebol, tendo vencido a Segundona em 1980 e disputado a primeira divisão em 1976.

Inclusive neste campeonato, segundo contam os mais antigos e mais experientes cidadãos de Livramento, houve a grande partida no Miguel Copatti, que em um empate com o Grêmio FBPA, de Tarciso e Leão em 1 X 1 com um gol do craque Leopoldo> Ouviu-se, depois, do arqueiro tricolor as eternas palavras de que haviam jogado em uma chácara e não um estádio.

O Armour manda seus jogos no Estádio Miguel Copatti ,com capacidade para três mil pessoas.

Títulos: Campeão Citadino de Santana do Livramento (1942, 1954, 1968, 1969, 1970, 1971 e 1980); Campeão do Interior (1942). 

Foto atual do Estádio Miguel Copatti. (Foto: Arquivo do clube)

2015 - Time Juvenil do Armour no Campeonato Gaúcho da categoria. (Foto: Jornal “A Platéia”)

2015 - Armour Sub-17. (Foto: Jornal “A Platéia”)
>
2015 – Lance de um jogo amistoso entre as Escolinhas do Armour e Flamengo, de São Francisco de Assis. (Foto: Sidnei Silva, do jornal “A Platéia”)


2015 - Dirigentes do Armour. (Foto: Sidnei Azevedo, do jornal “A Platéia)

Trabalho com as categorias de base. (Foto: Sidnei Azevedo, do jornal “A Platéia”)

2010 - Homenagem aos “veteranos” campeões de 1980. No dia de 30 de Dezembro de 2010, a atual administração do Armour Futebol Clube, prestou homenagem aos Campeões Gaúchos da Série B de 1980, pelos 30 anos da conquista. 

Na tarde foram realizados jogos comemorativos, de um lado os campeões e membros da direção do Clube e de outro lado a imprensa. 

Muitos torcedores tiveram a oportunidade de rever jogadores como Féco, Odilon, Clenir, Cafuringa, Rodinei Lucas, Néca, Leopoldo, remanecentes do time campeão invicto da segundona, vestirem novamente a camisa alvi-azul do Armour. 

Esteve presente também o Técnico Luís Carlos Martins para assistir os antigos comandados.




Depois que o clube se licenciou o Estádio Miguel Copatti foi abandonado e ficou 26 anos quase totalmente destruído.

Alguns campeões de 1980. (Foto: Arquivo do clube)



A Taça do título gaúcho de 1980. (Foto: Arquivo do clube)

Campeão gaúcho da Série B de 1980. (Foto: Arquivo do clube)

Campeão gaúcho da Série B de 1980. (Foto: Arquivo do clube)


1974-1975.


1968 - Foto blog de Antînio Édson Becon Pereira.

Armour, sem identificação. (Foto: Vicente Cabeça Guedes)

Billy e Pitter Bond. (Foto: Vicente Cabeça Guedes)

Armour F.C., sem identificação. (Foto: Arquivo de Ana Dachi)


Armour F.C., sem identificação. (Foto: Arquivo de Ana Dachi)


Armour F.C., sem identificação. (Foto: Arquivo de Ana Dachi)


Raul Alcides, ex-jogador do Armour F.C. e pai de Ana Dachi. (Foto: Arquivo de Ana Dachi)


Solis Rodrigues durante um treino do Armour F.C., de Santana do Livramento. Alinhados em fila indiana: Ramos, Rubens Schoereder, Érico, Augusto, Rico, Solis Rodrigues, Laxixa, Dicá, Bandeira, Atanásio e Caminha (Foto tirada em 29 de abril de 1951) (Foto: Arquivo pessoal de Solis Rodrigues)

Solis Rodrigues atuando pelo time juvenil do Armour, de Santana do Livramento, em 1949. Em pé: um dirigente do clube - Américo - Marino - Ferruga - Chara - Ernesto - Coco e outro dirigente. Agachados: Roberto - Valentin - Nenê - Solis Rodrigues e Baiano. (Foto: Arquivo pessoal de Solis Rodrigues)