sexta-feira, 9 de maio de 2014

Clube Náutico Capibaribe


Fotos: livro "O Náutico, a bola e as lembranças", de autoria de Lucídio José de Oliveira.

Capa do livro "O Náutico, a bola e as lembranças".

1985. Time bicampeão.

1984. Uma das formações preferidas de Ênio Andrade,

1984. Ênio Andrade, técnico campeão pelos três grandes de Pernambuco.

1984. Campeão, com o técnico Ênio Andrade, em pé, de camisa branca e braços cruzados.

1984. Capa do Disco do Campeonato.

Contracapa do Disco do Campeonato.

1982. O artilheiro recordista baiano, ao lado de Casagrande, quando da entrega da “Chuteira do Ouro”.

1982. O artilheiro Baiano.

1982. O artilheiro baiano busca a bola na rede, depois de marcar mais um gol.

1974. Foto histórica do time que impediu o Santa Cruz de também ser hexa.

Vasconcelos, Jorge Mendonça e Paraguaio.

1974. Campeão com o trio atacante Vasconcelos, Jorge Mendonça e Paraguaio. Foto tirada no dia da entrega das faixas.jpg

Anos 1970. Paraguaio, artilheiro do Torneio Eraldo Gueiros, com 10 gols, na reabertura dos Aflitos.

Anos 1970. Com este time o Náutico disputou pela primeira vez o Campeonato Nacional.

1968. Torneio Roberto Gomes Pedrosa, jogo contra o Flamengo, do Rio de Janeiro, nos Aflitos, 0 X 0.

1968. Náutico X Palmeiras, pela Taça Brasil.

1968. Náutico 1 X Sport, hexa campeonato.

1968. Lance do jogo final do hexa:Náutico 1 X 0 Sport. Foto publicada originalmente na revista "O Cruzeiro".

1967. Campanhas paralelas do hexa e da Taça Brasil. Em pé: Gena -  Mauro – Fraga – Clóvis - Lalá e Lula. Agachados: Miruca – Paulo Choco – Bita - Ivan e Nino.

1966. Gol de Lala, numa goleada de 6 X 1 sobre o Central, de Caruaru.

1966. Jogo no Arruda, quando das obras nos Aflitos.

1965. Estréia na Taça Brasil com vitória sobre o Remo, de Belém do Pará, por 3 X 1, nos Aflitos.

1965. Time que ganhou por 5 x 3 do Sport.

1964. Time que ganhou a final contra o Sport por 2 X 0.

1964. Pose para a posteridade: jogadores, dirigentes e Comissão Técnica do time campeão invicto.

1964. Náutico campeão.

1964. Diretor Bodo Krause, ex-jogador do tempo do amadorismo, em conversa com os jogadores em dia de treino nos Aflitos.

1963. O treinador Alfredo Gonzales carregado pelos jogadores, após a conquista do título.

1963. Quando do primeiro jogo, que deu inicio os seis títulos seguidos 2 X 0, frente o Centro Limoeirense.

1963. Jornada inicial do hexa.

1963. Gilson Saraiva e Gena.

1963. O artilheiro Bita, marcando um gol contra o América.



1963. Dois lances com o artilheiro Bita..

1963. Bita rodeado de torcedores.

1963. Gilson Costa recebido na boca do túnel pelo dirigente José Porfírio.

1962. Time Juvenil.

1960. Time campeão pernambucano.

1960. Campeão pernambucano com o técnico Gentil Cardoso.

1959. Ivanildo como dirigente. É o ultimo em pé. O primeiro é o técnico Ferraz Neto.

1954. Time base.

1954. Náutico campeão sob o comando técnico de Pirilo, o segundo em pé com a faixa.





Lances de um jogo entre Náutico X Santa Cruz.

1954. Capitães do Náutico, Ivanildo e do Sport, Zé Maria, ouvindo instruções do árbitro Mário Vianna, na época o melhor do Brasil, antes do jogo decisivo do Campeonato Pernambucano, que deu o título ao alvirubro.


1953. Em dia de clássico contra o Santa Cruz.

1953. Na Alemanha. O Náutico foi o primeiro clube nordestino a atravessar o Atlântico.

1953. Ivanildo, entrevistado pelo repórter Hélio Pinto, em jogo da Seleção Pernambucana na Ilha do Retiro. Ao lado o goleiro Vicente.

1953. Ivanildo sendo entrevistado pelo radialista Cléo, da Rádio Clube, antes de um jogo do Náutico.


1953. Lance de um jogo do Náutico na Alemanha.

1953. Time do Náutico, antes de um jogo na Alemanha.


1953. Grupo de jogadores do Náutico, em uma rua de cidade alemã. quando da excursão a Europa.


1953. Jogadores frente uma cervejaria em dia de folga, numa cidade alemã, quando da excursão à Europa.

1953. Delegação do Náutico no antigo Aeroporto do Ibura, quando do retorno da excursão a Europa.

1952. Tri-campeão pernambucano invicto, após a vitória de 2 X 0 sobre o Sport. 

1952. Time invicto do tri: 1950, 1951 e 1952.

Dia 17 de fevereiro de 1952, vitória de 1 x 0 contra, o Sport, na conquista do bicampeonato pernambucano, 1950-1951.

1952. Confraternização após a conquista do bi.

Ainda 1951, campeão de  Terra e Mar.


1951. Jogo internacional nos Aflitos: Náutico 3 X 1 Veles Sarfield, da Argentina.

Outra formação em 1951.

1951. Time que goleou o Sport por 5 X 1, com 10 jogadores em campo e o goleiro improvisado.


1951. Preparativos para a viagem a Paramaribo.


1951. Náutico mais uma vez a caminho de Paramaribo.


1951. Lance de um jogo entre Náutico X América, pela decisão do Estadual de 1950.

7 de maio de 1950. Primeira partida internacional de um clube nordestino no exterior, em Paramaribo, Guiana Holandesa.

Anos 1950. Ataque com Carmelo, Ivanildo, Amorim, Alcidésio e Zeca.

1950. Vista dos Aflitos em jogo Náutico X Santa Cruz, depois do retorno da excursão a Paramaribo.

1950. Time base.

1950. Jogo em Macapá.

1950. Ivanildo, Amorim e Alcidésio.


1950. Gol de Ivanildo em jogo pelo estadual. Ao fundo o árbitro inglês Mister Lowe.


1950. Time que goleou o Clube do Remo, de Belém do Pará, por 6 X 2.

1950. Gol de Ivanildo, na goleada de 6 X 2 sobre o Clube do Remo, de Belém do Pará. Nesse dia ele fez quatro gols.


Presidente Eládio Barros Carvalho, em solenidade no Clube. Foi presidente nos períodos 1948-1954 e 1957-1963.


Movimentada reunião do Conselho Deliberativo.

Presidente Eládio de Barros Carvalho, discursando em uma reunião social.

1948. Jogo nos Aflitos, Náutico 4 X 2 Sport.

1947. Treinador Cabelli conversa com os jogadores.

1947. Time que goleou o Sport por 7 X 3.


1946. Torneio Início. Execução do Hino Nacional, vendo-se ao fundo os times do Sport, Náutico, Flamengo, América, Santa Cruz e Great Western.

1946. Jogo Náutico x Santa Cruz. Juiz Argemiro Félix de Sena, o "Sherlock", conversa com os jogadores nomeio do campo, antes do apito inicial.

1945. Jogo contra o Maguary.

1945. Campeão pernambucano. Em pé: Aurelio Munt (treinador) - Amaro China - Periquito - Célio - Zeca - Sabino - Sá Leitão - Mário Ramos - Palito e Gilberto. Agachados: Plínio - Edvaldo - Luizinho - Tará - Genival - Luiz - Hilton - Hermenegildo - Nitotônio e Neto Camp.

Dia 8 de abril de 1943, estréia de Tará no Náutico.

1943. Frente ao hotel em Maceió. No time o goleiro Vicente, mais de 6 anos no Náutico e Orlando "Pingo de Ouro", que depois brilhou no Fluminense, do Rio de Janeiro.


Anos 1940. Náutico X Sport, o “Clássico dos Clássicos”, nos Aflitos.


Anos 1940. “Clássico dos Clássicos”, entre Sport x Náutico, nos tempos do “Hexa”, na “Ilha do Retiro”.

Anos 1940. Antiga sede do clube, destruída por um incêndio em 1949.

1939. Campeão pernambucano.

1934. O primeiro título de campeão pernambucano.

1934. A lendária linha de fowards: Zezé, Artur, Fernando, Estácio e João Manoel.

Um comentário:

Léo Ramos disse...

Que relíquias, estou impressionado, obrigado por compartilhar.