sábado, 8 de março de 2014

Clubes paulistas extintos


A.A. SÃO BENTO

A Associação Atlética São Bento foi fundada em 1914 pelo padre Katon, professor no Ginásio São Bento. Logo no seu primeiro campeonato, superou os times "grandes" da época, como Paulistano, A.A. das Palmeiras e Mackenzie, levando o titulo e batendo na final o próprio Paulistano por 2 X 1, no Velódromo.

Mas este sucesso não foi por acaso: quando o clube foi formado o padre Katon reuniu jogadores de todos os clubes pauulistanos que já tivessem estudado no colégio e formou uma verdadeira seleção.

A equipe voltou a vencer o campeonato em 1925, mas foi ajudada pela desistência da A.A. das Palmeiras e pela excursão do Paulistano à França. (Fonte: Almanaque do Futebol Paulista)


São Bento, campeão paulista de 1914. (Foto: Almanaque Sportivo de Tomaz Mazzoni)


Time do São Bento em 1926. (Foto: Almanaque Sportivo de Tomaz Mazzoni)


E.C. SÍRIO

Vendo o sucesso dos clubes de outras colônias, foi fundado, em 1917, o Sport Clube Syrio. A equipe entrou para o futebol em 1921 e disputou ininterruptamente até 1934.

Sua antiga sede de campo, na rua São Jorge, foi vendida ao Corinthians e boa parte de seus recursos passou para esta equipe. Hoje o E.C. Sírio é um dos principais clubes da cidade e ficou famoso por seus grandes times de basquete. (Fonte: Almanaque do Futebol Paulista)


Uma das grandes formações do Syrio.


AUTO-AUDAX

O Audax era um tradicional clube da várzea. O Auto era o antigo Bráz, que era o antigo Minas Gerais do qual, inclusive, herdou as cores e o uniforme. Como essa equipe estava em dificuldades, houve a fusão, nascendo o Sport Club Americano que, na verdade era mais conhecido, como Auto-Audax pela imprensa da época. (Fonte: Almanaque do Futebol Paulista)

S.C. AMERICANO


O futebol foi introduzido na cidade de Santos pelos alunos do Mackenzie College. Lá foi fundado, em 1902, o C.A. Internacional. Todavia, logo após a fundação dessa equipe, alguns sócios resolveram sair para fundar uma nova agremiação.

Quem chefiava esse grupo era Américo Martins dos Santos que, com a ajuda de seus companheiro, fundou, em 21 de maio de 1903, o Sport Club C.Americano. O nome foi uma homenagem ao fundador.

A principio, o Americano limitava-se à ser um coadjuvante do Internacional. Em 1907 surgiu a grande chance: o Mackenzie resolveu não disputar o campeonato daquele ano, sendo convidado o Americano para preencher a vaga.


No ano seguinte, 1908, o Americano ganhou mais prestigio e seus atletas já estavam mais experientes: nesse momento, viu-se que não havia mais motivo para o clube continuar em Santos, e ele se transferiu para São Paulo.

O Americano se tornou a primeira equipe brasileira a vencer uma equipe uruguaia em 191, quando derrotou um combinado daquele país por 3 X 0, no Velódromo, além de ter sido o primeiro clube brasileiro a excursionar ao exterior, em 1913, visitando Argentina e Uruguai.

Em 1912 e 1913, o Americano foi bicampeão paulista derrotando, nas duas oportunidades, o Germânia opor 3 X 0. Disputou seu último campeonato em 1916. (Fonte:Almanaque do Futebol Paulista)


C.A. ALBION

O Clube Atlético Albion foi fundado em 1918 como Associação Atlética São Paulo Alpargatas e, em 1932, optou pela troca de nome. Suas cores eram o vermelho, azul e branco. Seu uniforme principal era tricolor com listras verticais paralelas estreitas e calção branco. 



O "Time da Inglesa", como era chamado o Albion, disputou a Segunda Divisão, atual A2 do Campeonato Paulista de Futebol de 1932, sendo campeão, mas não participou da Primeira Divisão, atual A1 no ano seguinte, impedido pelos grandes clubes.

Com a implantação do profissionalismo, em 1933, ficou do lado da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), amadorista, e fez parte da primeira divisão do campeonato da Federação Paulista de Football (FPF), reconhecida como oficial pela CBD naquele ano, quando sagrou-se campeão paulista.

Embora o campeonato da FPF fosse o oficial, à época, o mesmo não é reconhecido pela atual Federação Paulista de Futebol, já que todos os participantes eram clubes considerados pequenos, com exceção da Associação Atlética das Palmeiras, em situação semelhante à Copa União de 1987.

Em 1935 a CBD finalmente aderiu ao profissionalismo, e a LPF substituiu a FPF como entidade oficial do Estado. Com o ingresso de clubes grandes como o Santos, Palestra Itália, Corinthians e São Paulo o Albion foi "colocado" na Segunda Divisão em 1935.

Finalmente, participou da Primeira Divisão do Campeonato Paulista de Futebol em 1936, mas a equipe foi desclassificada nas seletivas. Foi sua última participação em campeonatos oficiais. (Fonte: Wikipédia)

Time do Albion, vencedor sem derrotas do campeonato da Primeira Divisão em 1932.


A.A. CAMPOS ELÍSEOS

No ano de 1914 existiam em São Paulo dois campeonatos, um promovido pela Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA) e outro pela Liga Paulista de Football (LPF).

A Associação Atlética Campos Elíseos, do bairro do mesmo nome, na Zona Centro de São Paulo, Capital, fundada no ano de 1912, participava dos campeonatos promovidos pela LPF e sempre teve boas equipes.

Nessa foto do ano de 1914, destacam-se o zagueiro-central Grimaldi, que depois se transferiu para o Palestra Itália, o meia-esquerda Dionísio, que mais tarde se celebrizou como goleiro do Clube Atlético Ypiranga, o centroavante Facchini e o avante Severino, também posteriormente transferido para o Palestra Itália. (Fonte: Gazeta Esportiva Ilustrada)



C.A. SILEX

O Clube Atlético Sílex foi um clube brasileiro de futebol da cidade de São Paulo, capital paulista. Fundado em 1921, suas cores eram preto e branco. Seu uniforme era idêntico ao da Seleção Paulista de Futebol, ou seja, camisa com listras verticais paralelas branca e preta e gola vermelha, calção branco. Atualmente está extinto.

A equipe da Fábrica Sílex chegou à Primeira Divisão (atual A1) convidado pela APEA (Associação Paulista de Esportes Atléticos) após ter sido o campeão da Segunda Divisão (atual A2). Quase todos os seus jogadores eram de origem italiana. Em 1930, mudou de nome para Clube Esportivo América.

Participou três vezes da primeira divisão do Campeonato Paulista de Futebol: em 1926, 1927 e 1929, além da segunda divisão nos anos de 1923, 1924, 1925 e 1928. Foi Campeão Paulista da Segunda Divisão em 1925 e 1928. (Fonte: Wikipédia)


O Silex foi fundado nessa fábrica, no bairro do Ypiranga.


ANTARCTICA F.C.

Esta equipe era mantida pela Companhia Antarctica Paulista de Bebidas. Disputou o campeonato estadual desde 1917, só que nas divisões inferiores da APEA.

A primeira vez que jogou a primeirona foi em 1926, só que num torneio organizado pela LAF (Liga Amadora de Futebol), vindo a enfrentar o Corinthians apenas no Campeonato Paulista de 1927, também organizado pela LAF.

O Timão venceu por 4 X 2, porém o alvinegro se retirou do campeonato para disputar o torneio organizado pela APEA. O Corinthians já havia encontrado esta equipe em 1916, quando a venceu numa partida eliminatória (8 a 0) para a disputa do Paulista organizado pela LPF (Liga Paulista de Futebol).

O Antarctica chegou ao fim quando se fundiu com o Internacional, que tinha sido uma das grandes equipes na década de 1910, originando o Clube Atlético Paulista em 1934.



C.A. YPIRANGA


O Clube Atlético Ypiranga foi fundado em 10 de julho de 1906, por um grupo de funcionários da Casa Lebre. O clube, que contava com a sede social situada na Rua Direita esquina com Quinze de Novembro- no centro da Capital- mantinha como principal objetivo a prática do futebol. Na época, o time jogava na Várzea do Carmo com os atletas levando e trazendo a trave dos gols e a bola.

Durante a primeira metade do século XX grandes craques do futebol brasileiro iniciaram suas carreiras no CAY. Entre os nomes de destaque há jogadores como Barbosa, goleiro da Seleção Brasileira que disputou a Copa do Mundo de 1950. Além de Barbosa, o CAY também apresentou ao Brasil nomes como: Arthur Friedereich; Theófilo Osses; Luiz Teppet; Afrodísio Xavier ( Formiga); Constantino Cipullo; Amphilóquio; Dionísio; Loshiavo; Aparício; Faragassi; Grane; Milanesi; Aché e Rebolo.

A partir da fusão do clube com o Nacional, Independência, Silex e América, em 1932, o CAY mudou-se definitivamente para o bairro do Ipiranga, local onde ganhou o carinhoso apelido de "Vovô da Colina Histórica".

Em 1959, rebaixado para a Segunda Divisão, desativou seu Departamento de futebol Profissional. (Fonte: http://www.upiranga.com/

Uma das grandes formações do Ypiranga. (Foto: Literatura na Arquibancada)



UNIÃO LAPA F.B.C,

A Lapa era um dos bairros onde o futebol de várzea era mais desenvolvido, mas lhe faltava presença no campeonato principal. Em 1916 o União Lapa, antiga equipe da região, disputou o certame pela extinta LPF e estava em segundo lugar, quando o campeonato foi paralisado. Mas a equipe ainda disputou por vários anos as divisões menores. (Fonte: Almanque do Futebol Paulista)



SCOTTISH WANDERERS F.B.C.

Com o fim do São Paulo Athletic os jogadores de origem britânica ficaram sem ter onde jogar. Motivados pelo esporte, fundaram em 1914 o Scottish Wanderers ou, como era conhecido, o "Time dos Ingleses".

A equipe disputou apenas dois campeonatos. Em 1916 foi eliminada da APEA, pois foi descoberto que os jogadores repartiam entre si as cotas de renda, o que caracterizava profissionalismo, algo proibitivo para a época. (Fonte: Almanaque do Futebol Paulista)


C.A. PAULISTA


O Clube Atlético Paulista foi fundado em 1933 ou anteriormente, suas cores eram preta, vermelha e branca. Utilizava camisa vermelha, calção e meias pretas e, em seu escudo, constava também a cor branca. Atualmente, está extinto.

Nasceu da proposta de união do Antarctica com o Internacional. Do Antarctica herdou o Estádio Antarctica Paulista, na Rua da Mooca.
O CA Paulista participou em junho 1933 no Torneio Inicio entre times da Federação Paulista de Futebol, que ocorreu no gramado do clube na rua Mooca.

No Paulista também houve uma equipe de basquete. Depois de disputar por três anos seguidos a Primeira Divisão (atual A1) do Campeonato Paulista de Futebol, entre os anos de 1934 e 1936, a equipe se uniu ao Clube Atlético Estudantes de São Paulo, dando origem ao Clube Atlético Estudante Paulista, que em 1938 acabou sendo incorporado pelo São Paulo Futebol Clube. (Fonte: Wikipédia)



C.A. PAULISTANO


O Club Athletico Paulistano foi fundado em 29 de dezembro de 1900. Sua sede encontra-se no Jardim América, próximo ao centro da cidade. Formou um importante clube de futebol no início do século XX, tendo vencido o Campeonato Paulista 11 vezes (1905, 1908, 1913, 1916, 1917, 1918, 1919, 1921, 1926, 1927 e 1929).

Até hoje, o Paulistano, que fechou seu departamento de futebol em 1929, é o único clube a ter sido tetracampeão paulista consecutivamente, em 1916, 1917, 1918 e 1919. Nenhum clube paulista conseguiu igualar tal marca.

Seu uniforme titular era formado por uma camisa e calção brancos com detalhes em vermelho, e meias pretas . O segundo uniforme tinha camisa vermelha, calção branco e meias pretas.

Renato Miranda, Olavo de Barros e Sílvio Penteado assistiram, no Colégio Mackenzie, uma partida de futebol deste contra o Internacional, e ficaram estusiasmados. Assim, começou a nascer a ideia de se criar uma nova equipe de futebol que fosse para brasileiros e que representasse a cidade.

No fim de dezembro de 1900, na rua São Bento, nº5, houve a reunião que selou definitivamente a fundação daquele que seria o maior time do país no seu tempo. Como um dos fundadores da Liga Paulista, o Paulistano disputou todos os campeonatos por ela promovidos até 1912.

Em 1913 ocorre a primeira cisão das ligas, e o Paulistano liderava a criação da APEA. Na verdade, a equipe discordava da popularização que o esporte estava sofrendo com o surgimento de clubes como Corinthians e Ypiranga.

Em 1915, houve a desapropriação do terreno do Velódromo, o Club Athletico Paulistano ficou sem sua sede esportiva. Foi então decisiva a ação de um dos sócios fundadores, Manuel Carlos Aranha, neto, o Carlito Aranha que, juntamente com um grupo de rapazes, conseguiu que o time do Paulistano não acabasse.

Um novo terreno foi adquirido no Jardim América, entretanto o Paulistano não possuía, de imediato, local para seus treinos. Carlito Aranha pediu emprestado os campos do Palestra Itália e do São Bento e, graças à sua iniciativa, a equipe de futebol do Paulistano pôde participar dos campeonatos.

Por fim, em 1917, foi inaugurado o novo campo do Paulistano, o Estádio Jardim América. Em 1916, a LPF é extinta e a liga criada pelo Paulistano continuou forte e prestigiada. O Paulistano sagrou-se tetracampeão, em 1919, apesar de toda crise pela qual passava.

Em 1926 o futebol começou a partir para o profissionalismo e o Paulistano, fiel às raízes amadoras do esporte, foi contrário e fundou uma nova liga, a Liga dos Amadores de Futebol (LAF). A liga durou até 1929, quando o time resolveu fechar seu departamento de futebol.

Seu último jogo foi disputado no dia 15 de dezembro de 1929. Em seu pequeno campo, o Estádio Jardim América, com bom público no dia, o Alvirubro jogou grande partida, impondo um 6 x 1 sobre o Antarctica Futebol Clube.

Fato memorável do clube foi a excursão da equipe de futebol à Europa em 1925, graças à iniciativa do presidente do clube, Antônio Prado Júnior. A equipe disputou 10 partidas na França, Suíça e Portugal, perdeu apenas uma das partidas e logo após o término da primeira, vencida com o placar de 7 X 2 sobre o selecionado francês, os brasileiros foram denominados pela imprensa francesa por "Les Rois du football".

Algumas das bolas utilizadas na Europa estão na sala de troféus do clube, além de muitos documentos textuais e iconográficos que permitem conhecer com mais profundidade a riqueza de tal feito futebolístico. (Fonte: Wikipédia)

Paulistano em 1901. (Foto: Wikipédia)

Paulistano em 1903. (Foto: Blog Memória Futebol)

Paulistano 1905. (Foto: Wikipédia)

Velódromo em dia de jogo do Paulistano. (Foto: www.campeoes dofutebol.com.br)

Paulistano sem o ano. (Foto: www.mantosdofutebol.com.br) 


Paulistano em 1916. (Foto: www.memoriafutebol.com.br)

Paulistano, tetra-campeão em 1919. (Foto: www.saopauloantiga.com.br)


A.A. DAS PALMEIRAS


A Associação Atlética das Palmeiras foi um clube brasileiro de futebol da cidade de São Paulo. Fundada em 9 de novembro de 1902, suas cores eram preta e branca. Foi campeã paulista da Primeira Divisão (atual A1) por três vezes: em 1909, 1910 e 1915.

Seu mais célebre uniforme, tinha camisa branca com uma listra horizontal preta, calção e meias pretas. Também jogou com camisa preta, calção branco e meias pretas.Jogou ainda com uniforme diverso no título paulista de 1909: camisa com a metade esquerda preta e a metade direita branca, calção branco e meias pretas.

Sua característica de time elitista pode ser comprovado pelo fato de que, até 1915, só doutorandos, engenheiros e bacharéis de Direito podiam jogar pelo time. (Fonte:

 A.A. das Palmeiras sem o ano. (Foto: Almanaque Sportivo de Tomaz Mazzoni)

A.A. das Palmeiras, campeã paulista em 1909. (Foto: Almanaque Sportivo de Tomaz Mazzoni)

.A. das Palmeiras em 1915. (Foto: Literatura na Arquibancada.)

A.A. das Palmeiras em 1917. (Foto: www.vozesdazonanorte.blogspot.com)

A.A. das Palmeiras em 1927. 

3 comentários:

Beto Arantes disse...

animal o post! Muito bem escrito e os detalhes são únicos. Difícil encontrar textos assim hoje em dia. Meus parabéns.

sergio todaro disse...

Srs. gostaria de saber se teriam alguma coisa dos clubes academicos e america f c ambos da capital, que disputaram amistosos contra o spfc nos anos 30. sou colecionador de escudos dos adversarios do spfc e não consigui achar esses escudos, se puderem me ajudar agradeço antecipadamente.Sergio Todaro s.p.todaro@gmail.com

Anônimo disse...

Ótimo post.

A penúltima foto pode não ser da AA das Palmeiras (fundada em 1902 e extinta em 1930), mas do Palestra Itália (que se tornou Palmeiras em 1942).

Nos primeiros anos, os palestrinos tiveram uma camisa verde com faixa branca.