terça-feira, 31 de dezembro de 2013

O "Dragão de Canoas"

Histórico

O Sport Club Oriente, de Canoas (RS), surgiu em 6 de janeiro de 1932, pelas mãos do empresário Leonel Corrêa dos Santos, que era proprietário de um depósito de madeira, comércio de secos e molhados, além de um salão de baile na Avenida Santos Ferreira, 865, ao lado do atual Corpo de Bombeiros, O famoso “Salão 17”.

Como era de costume naquele tempo, os empregados do senhor Leonel e mais alguns moradores do bairro, após o término do expediente se reuniam em um campinho na rua Santos Ferreira, frente ao “Salão 17” e jogavam futebol até o por do sol.

O seu Leonel, que era um apaixonado pelo futebol comprou um fardamento idêntico ao time do seu coração, o Sport Club Internacional. Em Canoas existia na época o Sport Club Brasil, fundado em 7 de junho de 1924, cujo campo ficava no outro lado da Linha Férrea, onde hoje está o Fórum.

O primeiro craque revelado pelo Oriente foi Anselmo, filho do seu Venerano, afrodescendente, que foi um dos fundadores do clube. Nos anos 40/50 e 60 o Sport Club Oriente, através do ex-presidente Agenor Tavares coordenava o bloco carnavalesco “Rei da Zona”, que abrilhantava o Carnaval de rua.

Os famosos piqueniques do S.C. Oriente eram realizados no “Capão do Machadinho”, hoje Vila Machadinho, no Bairro Rondom, ou no Capão do Waldorf, hoje seria atrás do Supermercado Viezzer, no Bairro Nossa Senhora das Graças, ou ainda no seu próprio campo, sempre aos domingos. Costumavam ser dois por ano.

Nessas ocasiões vinha uma Banda de Novo Hamburgo. Os músicos eram esperados na estação férrea do centro de Canoas e se dirigiam ao local do evento, em uma alegre festa pelas ruas da cidade.

A maior briga envolvendo o S.C. aconteceu entre os anos de 1937 e 1938, num jogo contra o Paladino, de Gravataí, time fundado em 20 de abril de 1927. Foi uma grossa pancadaria, depois que o pessoal de Gravatai jogou pedras  noa delegação vinda de Canoas. Depois disso, nunca mais houve jogo entre as duas agremiações.

A cidade era dividida, como hoje ainda é, pela Linha Férrea. Do outro lado dos trilhos era o “Oriente”, o lado que nasce o sol. Desaa explicação nasceu o nome Sport Club Oriente, que tem o sol no seu distintivo. As cores vermelha e branca prestam uma homenagem ao Sport Club Internacional.

O primeiro presidente do clube foi o senhor Leonel Corrêa dos Santos. O primeiro campo oficial do clube ficava na Rua Major Sezefredo, em uma roça, onde é hoje o supermercado Zaffari. Lá ficou pouco tempo, passando a jogar em um campo na Rua São José , na antiga Fazenda do Café Nacional. Ambos os campos eram alugados.

Em meados de 1933 o Oriente se mudou para a avenida Santos Ferreira com rua José Bonifácio. Com a valorização imobiliária da área, o campo foi recuando e se estabelecendo por definitivo na rua José Bonifácio, 62 com fundos para a rua Sete de Setembro.

Em 1965 a sede social do Oriente, que ficava no “Salão 17”, foi transferida para a rua José Bonifácio, para o Campo dos Eucaliptos, casa do “Dragão de Canoas”. O campo ficou conhecido como “Eucaliptos”, devido a ser rodeado por essas árvores até 1991, quando elas foram derrubadas para  que o campo fosse ampliado e cercado.

A saudosa Maria Soares Magalhães, a “Maria Louca” como era conhecida, era ardorosa torcedora do time. Ela morava na avenida Santos Ferreira, terreno ao lado do campo do campo do Oriente. Contam que ela costumava ir aos jogos do Oriente sempre com um guarda chuva, tanto para se proteger do sol ou da chuva.

Vez que outra entrava em campo para brigar com os árbitros e jogadores adversários. Era uma verdadeira líder da torcida. Sua energia muitas vezes levava os jogadores do Oriente a se esforçarem mais nos jogos. Era uma pessoa querida por todos no bairro Nossa Senhora da Graças.

Ela já se foi faz muitos anos, mas suas histórias e imagem são até hoje referendadas no Sport Club Oriente por todos que tiveram o prazer de conhecê-la. Com justiça é considerada a torcedora símbolo do clube.

Na década de 40 o Sport Club Oriente manteve um Departamento de Voley Bol Feminino. A Cancha de Areia ficava atrás da sede de madeira, onde se situava a antiga Cancha de Bocha, hoje área coberta. Na época o Oriente enfrentou às equipes do Grêmio, Internacional, Brasil de Canoas, Renner entre outras. A atleta Oneri Silveira Fidelis, a “Dona Oura”, fazia parte desta fabulosa equipe e foi recentemente homenageada pelo clube.

O Departamento de Bocha existiu no clube por mais ou menos 8 anos. No seu lugar é hoje a área coberta e churrasqueira. Por questão de segurança o prédio foi demolido, por falta de interesse das diretorias.

Entre os jogadores revelados pelo Oriente, um dos mais destacados foi o goleiro Alberto da Silveira, que chegou a jogar no Grêmio Foot Ball Porto Alegrense e Seleção Brasileira nos anos 60. É até hoje o maior ídolo da história do clube. Foi homenageado quando dos festejos dos 80 anos do S.C. Oriente.

Em 14 de fevereiro de 1942 o Sport Club Oriente, ao lado de Grêmio Esportivo Niterói, fundado em 3 de junho de 1934, Clube Cultural Canoense, fundado em 21 de março de 1933, Spot Club Brasil, fundado em 7 de junho de 1924 e Frigorífico Nacional Futebol Clube, fundado em 18 de abril de 1940, fundaram a Liga Canoense de Futebol.  Desse, seomente o S.C. Oriente ainda continua em atividade.

Em 2001 a presidente Eloane Moacir de Souza começou uma revolução no clube. Desmanchou o velho prédio da sede e construiu a atual. Que com as demais diretorias que o sucederam foram preservando e realizando novas obras. O Sport Club Oriente é hoje um dos clubes de futebol com a maior e melhor infraestrutura de Canoas. (Fonte:  Site do S.C. Oriente)

Vista do campo do S.C. Oriente, pela rua José Bonifácio.(Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

 2009. Time que representou o Internacional, no Gre-Nal de encerramento de temporada no S.C. Oriente. Resultado: 6 X 4 para o Internacional. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2009. Time que representou o Grêmio, Gre-Nal de encerramento de temporada no S.C. Oriente. Resultado: 6 X 4 para o Internacional. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2008. Time que representou o S.C. Internacional no Gre-Nal de encerramento de temporada no S.C. Oriente. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2008. Futebol Master.  (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2007. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2007. Preliminar de jogo do Trianon. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2006. Encontro de ex-atletas do S.C. Oriente. Em pé: Maizena - Dé - Marinho - Cigano - Marco Antônio - Rogério - João - Pedro - Orlando - Beleza - Moca - Roque - Machado - Biriba e Juarez Hoy. Agachados: Geraldo - Dino - Célio Melância - Silvio - Mico - Carlitos - Tiquinho e Breno (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2006. Preliminar na Ulbra. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

(Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

1996. Confraternização na antiga sede do S.C. Oriente. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

1971 - Na parte superior da foto à esquerda, camisa cinza, presidente Ervânio H. Peres. No centro de camisa branca e óculos, Hugo Simões Lagranha, ex-prefeito de Canoas e patrono do clube. No pandeiro Cachoeira, irmão do Lindomar Flores que esta com o cavaquinho, e é pai do "Tete", grande torcedor e colaborador do Oriente. 

O eterno prefeito Hugo Simões Lagranha, nasceu em 9 de abril de 1918, em Alegrete e faleceu em 15 de abril de 2005. Sua trajetória política começou em 15 de novembro de 1955, quando foi eleito vice-prefeito de Canoas. Foi vereador (1973 - 1977), vice-prefeito (1956 – 1959). Foi prefeito do município de Canoas por quase vinte anos.

Esteve à frente da prefeitura em cinco mandatos, sendo que em duas ocasiões foi nomeado prefeito (1968 – 1971 e 1983 – 1984) e em outras três vezes foi eleito pelo voto direto do povo (1964 – 1967, 1989 – 1992 e 1997 – 2000) e Deputado Federal em 1995.

O prefeito Lagranha sempre demonstrou um grande carinho com o Sport Club Oriente. No ano de 1971, quando prefeito sua atitude como maior mandatário do município , foi determinante para a existência do Sport Club Oriente. O campo que é hoje do clube estava envolvido em uma disputa de terra entre duas famílias. 

O presidente do Club Ervânio Henrique Peres, diante do impasse de não poder disputar mais partida no local, alugou o campo do Veronese, e lá foi jogar. O prefeito Lagranha tomando conhecimento dos fatos, interferiu, passando a área para o município de Canoas e concedeu ao Sport Club Oriente com o termo de comodato. 

Segundo consta na história é que ele fez uma única exigência ao clube, “que não deixasse de jogar um ano sequer futebol neste campo” e, assim desde sua fundação em 6 de janeiro de 1932, o Sport Club Oriente esta em atividades ininterruptas.

Diante dos fatos a Diretoria do Sport Club Oriente aclamou em reunião, pelo gesto de grandiosidade e pelo carinho que Hugo Simões Lagranha sempre demonstrou pela entidade, sendo seu ato determinante para a longa e exitosa existência do clube, foi aclamado “Patrono do Sport Club Oriente”. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)


(Foto: Xico Júnior)

Maria Soares Magalhães, a "Maria Louca", torcedora símbolo do "Dragão de Canoas".

1954. Torneio no S.C. Oriente. O então desportista Hugo Lagranha, ao centro, entregando taças ao lado do presidente do clube, Almerindo Silveira, o "Miro". (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

1951. Casamento na Roça. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html))

(Foto: http://www.scoriente.com/museu.html))

1946. A foto registra a família do seu Ari Fernandes Fortes participando do Piquenique do Oriente no "Capão do Waldorf". (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

Antiga cancha de bocha. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

A fotografia registra a inauguração do campo dos Eucaliptos, Casa do "Dragão de Canoas", Sport Club Oriente na Rua José Bonifácio, no ano de 1932. O público adulto usava chapéu e a gurizada boné. O campo era todo fechado e o público pagava ingresso para assistir aos jogos.

O atleta que esta no lado direito é Waldemar Tavares presidente e fundador do Oriente com o fardamento original do clube, camisa listrada fina nas cores vermelha e branca, calção branco e as meias vermelhas.  O registro fotográfico é muito importante para a preservação da história, não só do S.C. Oriente como do futebol de Canoas. (Foto doada pelo historiador José Luiz Tavares Maciel, neto de Waldemar Tavares e recuperada pela fotografa Lisiane Corrêa - Publicada no site http://www.scoriente.com/museu.html)

Primeira equipe formada pelo S.C. Canoas. Em pé: Leonel Corrêa dos Santos, primeiro presidente do clube.??? - ??? - ??? - Bento Alves - ??? - ???. No meio: ??? - ??? - Baianinho - Mário Ferreira da Silva, o Mário Louco. Agachados: ??? - Mário Mario Pacheco e Idalino Fraga. (Foto: http://www.scoriente.com/museu.html)

2 comentários:

XICO JÚNIOR disse...

Amigos do S. C. Oriente!

Parabéns pelo belo, importante e histórico resgate da história do S. C. Oriente, cujo comemorou este ano o JUBILEU DE CRAVO = 83 anos. Já para 2016 o S.C. Oriente estará comemorando o JUBILEU DE BEGÔNIA = 84 anos.

Continuem cultuando essa história que, além da importância histórica, será um legado aos descendentes e à própria cidade de Canoas.

Grande abraço!

Nilo dias tavares disse...

Puxa vida, um comentário desse porte vindo de um pesquisador consagrado quanto o Xico Júnior, é motivo de muita honra para mim. Obrigadão, do fundo do coração.