quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O Galo Guerreiro


Fotos: Acervo fotográfico do Grêmio Maringá

O Grêmio Maringá, foi fundado no dia 7 de julho de 1961, por desportistas da "Cidade Canção", que se reuniram com a iniciativa de fundar a primeira equipe de futebol profissional da cidade. As cores preta e branca foram escolhidas para o uniforme.

Em 1962, o Grêmio Maringá fez sua estréia no Campeonato Paranaense e iniciou uma trajetória marcante na década de 60, tornando-se Tricampeão Norte-Paranaense em 1963/64/65, e Bi Estadual em 1963/64. O Grêmio Maringá adotou o "Galo" como seu mascote e por suas conquistas e a bravura de seus jogadores e sua apaixonada torcida logo ganhou o adjetivo "Guerreiro".

O Grêmio Maringá Campeão Brasileiro seria representante do Brasil na Copa Libertadores da América em 1970, porém, o Brasil não enviou nenhum representante por motivo da Copa do mundo no México. No ano seguinte o Grêmio Maringá terminou o estadual na 6° colocação. O então presidente do clube, Navarro Mansur, pediu o licenciamento do clube por um ano, porém o afastamento prolongou-se até 1975.

Ausente do campeonato, em 1975, Maringá resgatou seu Grêmio Maringá e a tradição de uma cidade e seu time do coração. Uma vez Grêmio Maringá, sempre Grêmio Maringá. Assim é em Maringá. Em 1977, o “velho Galo Guerreiro" tornou-se campeão Estadual; e em 1981 foi vice.

Em 1998, o Grêmio Maringá foi vice-campeão da Copa Paraná, perdendo a final para o Atlético Paranaense. O Grêmio Maringá participou de torneios nacionais, como a Copa Sul de 1999, e a Copa Sul-Minas de 2000. Em 2001 foi Campeão Paranaense.

No entanto, esse sobe e desce de rendimento trouxe muitas dívidas; em 2002 o clube foi administrado por um consorcio de esportistas. Em situação financeira difícil, o clube foi vendido ao empresário Aurélio Almeida.

Aurélio Almeida comprou a marca Grêmio Maringá (GEM) e transformou o clube em empresa. O Grêmio de Esportes Maringá disputou os estaduais de 2003 e 2004. Em 2005, Aurélio Almeida comunicou a Federação que o Grêmio não mais iria disputar o campeonato, solicitando o licenciamento do clube. Neste período o empresário trabalhou para a reorganização do futuro do clube, para elevar a um nível de 1ª Divisão do Brasil.

Em 2009, Aurélio Almeida anunciou o retorno do Grêmio Maringá à atividade. O clube contratou o campeão mundial Muller como treinador e começou a estruturar seu elenco de jogadores para disputar o Campeonato Paranaense em 2010 e os próximos que virão, com o objetivo de conquistar muitos títulos para o clube. O clube conta com uma das maiores e mais fiéis torcidas do Sul do Brasil. No âmbito nacional a torcida do clube é vista como guerreira como a do Corinthians e do Flamengo.

O Grêmio Maringá participou de vários Campeonatos Brasileiros no passado e agora voltará para o lugar que nunca deveria ter saído, brilhando com muito orgulho no cenário nacional.

O Estádio Willie Davids, com a atual estrutura, foi fundado em 1971 e ja passou por duas reformas. O "WD", apelido recebido pelos torcedores, ja foi casa de diversos clubes da cidade e viveu tempos de glória com o Grêmio Maringá.

O estádio foi fundado em 30 de março de 1953, pela primeira diretoria do Melhoramentos Futebol Clube, em reunião realizada por funcionários da Companhia Melhoramentos em um prédio na Avenida Prudente de Moraes.

A construção do estádio foi iniciada logo após a posse de sua diretoria com a participação de 76 membros da companhia que entraram com Cr$ 1.000,00 cada um, e assim desbravaram a mata, plantaram a grama no campo, fizeram três vestiários, casa para o zelador, cabine de rádio e cercas internas e externas de madeira.

No dia 12 de maio de 1957 o estádio foi inaugurado com o jogo de futebol entre o Melhoramentos e o Londrina, cujo placar foi um empate em 2 X 2, em que Américo Dias Ferraz, então prefeito de Maringá, deu o pontapé inicial do jogo.

2011.

2010.

2008 - Em pé: Wagner - Valdir - Nilo- Cléber - Assis - Alberico e Duílio. Agachados: Freitas - João Marques - Itamar - Nivaldo - Marquinhos e Bambinha.
2001 - Em Pé: Simão (Preparador Físico) - Guilherme - Mauro - Chulapa - Bruno - Pedro - Deik e Professor Scarpeline. Agachados: Fávaro - Nei  - Raí - Robson e Irineu.

Galo de Maringá - Foto enviada por Jociel Soares.
A foto mostra um debate sobre os problemas do Grêmio Maringá, há uns 20 anos, no Restaurante Casarão (Avenida XV de Novembro), com transmissão ao vivo pela Rádio Cultura AM.

Da esquerda para a direita: Antonio Carlos Pupulin, Dr. Júlio Meneghetti, Tony César, Tatá Cabral, Edson Lima, Marcos Baddini e Antonio Roberto de Paula. (Foto: Lauro Barbosa)

1977 - Grêmio Maringá, campeão paranaense. Poster da revista "Placar".

1977 - Campeão Paranaense.

1977 - Em pé: Wagner - Valdir - Didi - Cléber e Albérico. Agachados: Freitas - Ferreirinha - Itamar - Nilvaldo e Marquinhos.

1977 - Campeão Parananense.

O Maringá Histórica publica foto tirada no centro de Maringá, na década de 70, quando o Grêmio Maringá foi convidado pela então CBD (Confederação Brasileira de Desportos) para participar do Campeonato Nacional –que mais tarde virou o Campeonato Brasil.

*O anúncio do convite gerou uma Gremiata (carreata do Grêmio) pelas ruas centrais da cidade. No caminhão, Ferrari Junior (então na Rádio Cultura AM) entrevistando o prefeito da época, João Paulino Vieira Filho.

*Naquela época havia apenas dois partidos políticos: Arena (do governo) e MDB. E existia um ditado: Onde a Arena vai mal, time no Nacional. O Grêmio participou do Campeonato Nacional e saiu-se mal.

1969 - Campeão dos Campeões.

1969 - Campeão dos Campeões.

1969 - Maringá, Campeão dos Campeões.


Célio disputa com Yachim e Chesterniov num lance perigoso. O goleiro russo esteve inseguro, bola na trave. 

Time do Maringá que venceu a equipe soviética.

Time soviético.

Na foto o  presidente Domingos Navarro Mansur e a diretoria do Grêmio Esportivo Maringá, com a "Taça da Amizade" instituída especialmente para o jogo do ano.


Grêmio Esportivo Maringá 3 x 2 CCCP. Naquele histórico dia 13 de fevereiro de 1966, o alvinegro Grêmio Esportivo Maringá em um amistoso internacional, bateu a Seleção da União Soviética por 3 X 2 com o estádio Willie Davids lotado pela torcida vinda de todo o estado do Paraná.

O público calculado em 20 mil pessoas, garantiu uma arrecadação por volta de Cr$ 63 milhões. Os gols do Maringá foram marcados por Luiz Roberto e Edgar, aos 13 e 20 do primeiro tempo.Serebriniev e Banichewski, marcaram para os russos, aos 27 e 42 minutos da primeira fase. O gol da vitória foi assinalado por Edgard aos 13 minutos da fase final. Maurício, Roderley, Edgard, Célio, Haroldo e Zuring, pelo Grêmio, e Afonim, Varonim, Metrevelli e Banichewski, foram os melhores elementos em campo. (Fonte: Revista "Panorama" (n° 166 - Março, 1966 - Reportagem: Miguel Soares / Fotos: Cid Destefani e Kazuo Yokosawa)

A foto é uma relíquia do arquivo pessoal do ex-policial civil Edivaldo Vaz de Queiróz, e mostra o Grêmio de Esportes Maringá, o verdadeiro, na década de 60, tricampeão paranaense. O terceiro, em pé, da esquerda para a direita é Roderley, que mora até hoje em Maringá, considerado um dos melhores zagueiros do Brasil. O quinto, também em pé é Pinduca (que já morreu), um zagueiro que a bola podia passar, o atacante ficava. Sentado na bola, vemos o artilheiro Edgar. Os demais não foram identificados.
Vejam que relíquia esta foto. Ela mostra o estádio Willie Davids na década de 60, quando a arquibancada era de madeira e havia um bom futebol em Maringá. Notem o monte de bicicletas. A foto foi enviada pelo cantor Rebite. 

Esta foto é do início dos anos 60, e mostra o Estádio Willie Davids. Não tinha nada em volta. Em 1973 foram feitas obras que mudaram tudo.


Dos três edifícios que aparecem ao fundo, o da esquerda é o Maria Tereza. O do meio o Atalaia, ao lado da Rodoviária. O da direita não foi identificado. O prédio em frente ao Estádio era a Cerealista Tamandaré, onde hoje é o Mercado Municipal.

1963 - 1964 - 1965 - Tri-Campeão da Série Norte.

1964 - Em pé: Nilo - Macário - Pinduca - Edson Faria - Roderlei e Maurício. Agachados: Osmar - Danubio - Edgar - Walter Prado - Zuring e Luiz Roberto.

1963 - 1964 - Em pé: Roderley - Célio - Vitão - Oliveira - Edson Faria - Nico - Pinduca e Maurício. Agachados Danúbio - Garoto - Edgar - Zuking - Luiz Roberto e Fifi.

1963 - Em pé: Evir - Oliveira - Edson Faria - Macário e Nico. Agachados: Haroldo - Sóca - Garoto - Leonel e Nilson.

1962 (outra) - Em pé: Oliveira - Edson Faria - Asa - Marcos - Macário e Lelei. Agachados: Azevedo -  Mário - Garoto - Silvio e Macedo.

1962 - Em pé: Edson - Gelfi - Marcos  - Macário - Taquinho e Bequinha. Agachados: Neu - Agostinho -  Paulinho - Nico e Geraldo.

1961 - Em pé: Navarro Mansur - Edson Canhoto - Carioca - Noel - Arnaldo - Passarinho - Lelei - Erasmo e Vanderley. Agachados: Martins - Nivaldo - Vlamir - Onofre - Brito e Zé Augusto.

Esta é realmente uma foto histórica: Francisco Rocamora (com fone de ouvido) faz a primeira transmissão de jogo do Grêmio pela Rádio Cultura AM, em 1951. Como naquela época havia poucos aparelhos de rádio, foram colocados alto falantes nas principais ruas deMaringá.

Um comentário:

Edeval Meschiari disse...

Que Maravilha, o meu coração chegou a dor de saudade, um abraço se puder mandar estas fotos no meu email , agradeço de coração
zinhomeschiari1@hotmail.com